25 de janeiro de 2009

Estranha sensação de não ser.

É estranho pensar que nao há nada programado para um futuro próximo e ter que entender que tudo depende de resultados que só sairão daqui a duas ou três semanas. Essa ansiedade me corrói por dentro e mata aos poucos as esperanças de realizar os sonhos que foram planejados por mim a três anos atrás e idealizado por meus pais desde o meu nascimento.

Não aguento mais essa incerteza. Quero meu direito de planejar de volta.


Agora.